O medo de abrir um negócio é grande, mas de crescer, de expandir o negócio, pode ser igualmente comparado ao medo inicial.

Depois que passamos por tantas dificuldades ao modelar um negócio, lançá-lo no mercado e começarmos a comercializar os produtos e serviços, chega um momento, que somos convidados a refletir sobre o seu crescimento.

É a hora que nos perguntamos: onde quero chegar com este negócio? Quanto quero faturar com ele? Para qual mercado quero expandir? Ou ainda, será que quero realmente expandir?

Se você chegar na conclusão, de que não quer crescer, não há problema algum, o importante é ser honesto consigo mesmo.

Na consultoria, já passamos pela experiência de empreendedores que não queriam expandir seus negócios, pelo receio de mecanizar demais a estrutura e deixar de fazer o que realmente ama e acredita. 

Outros, decidiram testar essa expansão e preferiram retroceder e abdicar deste crescimento, para que as coisas acontecessem organicamente.

No entanto, temos aqueles que o que mais querem é crescer, mas não sabem como fazer isso de maneira estruturada.

O que percebo em vários empreendedores, é o medo de delegarem parte de suas tarefas, por acreditarem que ninguém mais, fará o que eles fazem, com a qualidade que eles entregam ou nos prazos que almejam. Afinal, para chegar onde se está hoje, foi preciso muito trabalho.

Mas te digo uma coisa, quanto mais você tiver este medo enraizado em você, menor serão as hipóteses do negócio ir para outro patamar.

Quando delegamos algo que fazemos bem, para outra pessoa, podemos nos surpreender positivamente, pois este alguém, virá com uma visão externa, com outra experiência e repertório, entregando o mesmo trabalho, mas de maneira diferente, muitas vezes, melhor do que você mesmo faria.

Claro, que reteremos aqueles casos em que as coisas não serão entregues a contento, mas ainda sim, você poderá reestruturar e padronizar essas entregas, o mais importante aqui, é que não será você a ter que fazer tudo.

Temos um cliente na consultoria, que começou o seu negócio com apenas um trailer, ele e um sonho, nada mais. Hoje este empreendedor tem uma rede com quatro negócios do ramo alimentício diferentes, empregando por volta de setenta pessoas.

Por que estou citando este exemplo? Pelo simples fato, de um dia ele ter me dito uma frase que jamais saiu da minha mente: “Elisangela, se um dia não tivesse aberto mão de fazer tudo no meu negócio, como sempre foi feito, jamais teria crescido, hoje sei que, não tenho a entrega 100% de como gostaria que fosse das pessoas que trabalham comigo, mas sei o quanto elas contribuíram para que eu chegasse onde cheguei”.

Então para crescer, o primeiro passo a ser dado, é renunciar o controle de tudo, deixar de fazer todas as tarefas envolvidas no negócio, é preciso saber delegar.

Após se sentir confortável em terceirizar parte do trabalho que executa, você estará pronto para dar o próximo passo.

Vou elencar aqui, pontos que você pode considerar antes de delegar, como:

  • Escrever todos os processos do negócio (sejam de produção, vendas, entregas, marketing, administrativo…);
  • Avaliar quais dessas tarefas podem ser feitas por outras pessoas;
  • Analisar as finanças para entender, quanto custaria ter uma pessoa para te ajudar em tempo integral, parcial ou terceirizado;
  • Projetar na sua planilha, todas as despesas referentes a essa expansão para entender, como isso impactaria no preço de venda do seu produto ou serviço;
  • Redesenhar os processos, incluindo essas pessoas para que você compreenda, como seria a nova rotina do seu negócio.

Vale lembrar que, para o seu negócio expandir, é preciso que a base esteja sólida, como dizem, o castelo não poderá ser construído na areia. Você deverá ter tudo funcionando perfeitamente bem no básico, para que se sinta pronto em treinar novas pessoas e alcançar um novo público. 

Quando aumentamos o alcance do negócio, as vendas aumentam, com isso o trabalho de retaguarda também cresce consideravelmente, você não vai querer correr o risco de atrair essas pessoas e não conseguir entregar à altura de suas expectativas.

Por isso, a maior reflexão que te trago com este texto é: dê um passo de cada vez, sem pressa.

Qual será o seu próximo passo?

Publicado por Elisangela Baptista

Ama viagens, lama, trilhas e outras aventuras. Consultora e mentora estratégica em negócios. Aspirante à Escritora. Educadora em Empreendedorismo. Palestrante. Atua na área desde 2004.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: