Faturamento não é lucro

Alguns empreendedores acreditam que o faturamento (vendas de um período) é o lucro do negócio, no entanto, podemos considerar lucro apenas o saldo gerado a cada mês através da receita bruta, menos os custos variáveis, custos fixos e todos os impostos.

O maior risco de acreditar que a empresa é lucrativa considerando apenas as vendas do período, é que o empreendedor pode estimular cada vez mais as vendas, com promoções, descontos e campanhas de marketing, aumentando os custos operacionais, o que pode piorar consideravelmente o problema financeiro.

A análise do faturamento mostra a capacidade do negócio em gerar renda, mas esta informação não pode ser analisada isoladamente, é preciso acompanhar todos os outros números.

Muito se fala da necessidade de anotar todas as movimentações financeiras do negócio, mas se o empreendedor não conseguir fazer a análise minuciosa dessas informações, as anotações terão sido em vão. 

O relatório de Fluxo de Caixa, por exemplo, é um grande aliado no gerenciamento financeiro do negócio, nele é possível acompanhar todas as entradas e saídas de um determinado período, além de gerar informações futuras, o que chamamos em finanças de Fluxo de Caixa Projetado, com essa ferramenta em mãos, o empreendedor consegue negociar datas de vencimento de boletos, administrar as compras, planejar o futuro com mais cautela e evitar ficar com saldo negativo. Este controle é feito por aplicativos, planilhas ou softwares mais robustos, ele é gerado automaticamente após o lançamento correto do usuário e deve ser acompanhado diariamente.

Mas há outros relatórios também importantes para auxiliar o empreendedor na tomada de decisão, como o relatório de Análise de Competência, por ele é possível analisar o custo de cada produto ou serviço vendido, o custo do produto parado em estoque, determinar os limites de gastos mensais, estipular padrões de comportamento financeiro, além de ser o principal aliado na precificação. 

Fora os relatórios citados anteriormente, há o Demonstrativo de Resultado do Exercício, como o próprio nome sugere, é a demonstração do resultado de um exercício, por ele se analisa se o negócio está gerando lucro ou prejuízo.

Como podemos perceber, se o empreendedor ficar focado apenas nos dados de faturamento, deixará de lado informações importantes e ficará na ilusão de que o negócio é lucrativo, sem ser.

Por este motivo, é comum observar no mercado, negócios que decretam falência faturando alto.

Outro dia li em um perfil de finanças no Instagram, uma frase que dizia “faturamento é ego, caixa é realidade”, uma frase um pouco pesada eu sei, mas que serve como alerta para empreendedores que baseiam suas decisões apenas no faturamento.

Para diminuir os riscos do seu negócio, crie uma rotina interna para lançamento de todos os dados financeiros, pare para analisar estes números, considere todos eles no momento de precificar os produtos e serviços, lembre-se ainda, que vender em alto volume sem o markup correto, será prejudicial para a saúde financeira do empreendimento.

Não deixe de comemorar cada venda que acontece, as vendas são sim, imprescindíveis para a sobrevivência da empresa, porém, tenha consciência que cada produto ou serviço vendido, deve cobrir cada custo envolvido e ainda ter margem de lucro o suficiente para manter o negócio rentável.

Publicado por Elisangela Baptista

Ama viagens, lama, trilhas e outras aventuras. Consultora e mentora estratégica em negócios. Aspirante à Escritora. Educadora em Empreendedorismo. Palestrante. Atua na área desde 2004.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: