Ouço de várias pessoas que estamos em um período de retomada, mas o que realmente isso significa? 

Quando olhamos para seu significado literal, retomar é “tornar a tomar algo” ou simplesmente “dar continuidade ao que foi interrompido”.

No entanto, o que de fato foi interrompido que está sendo retomado agora?

Nos últimos dois anos muitas coisas aconteceram, coisas ruins e também as boas, não sei ao certo se na mesma proporção.

Ao falarmos de empreendedorismo, por exemplo, estamos falando de pessoas e elas passaram por perdas significativas, além de adquirirem medo, preocupações e uma ansiedade que talvez não existisse em suas vidas, empreender se tornou ainda mais incerto do que era antes. Mas agora como em um processo de recuperação, eles falam em tomar de volta aquilo que foi perdido. 

Todavia, será que isso é mesmo possível?

Ao escutar alguém falar que estamos em um processo de retomada, me pergunto se essas pessoas acreditam que vamos voltar para uma vida que tínhamos em dois mil e dezenove, porque isso é questionável, afinal se o minuto seguinte não pode ser exatamente como o minuto anterior, a vida após dois anos, não poderá se repetir. 

Um momento não é de forma alguma como outro, nada se repete, tudo se transforma.

Tudo ao nosso redor mudou, as pessoas se relacionam de maneira diferente, as ferramentas digitais se tornaram ainda mais necessárias, o que era importante um dia se tornou insignificante, assim como algo que ninguém conhecia, nos parece imprescindível. Tem aqueles que sentiam certo prazer em dizer que viviam ocupados com o trabalho, mas que agora não deixam de tomar café da manhã com a família antes de começar o dia, há outros que tinha na gaveta uma calça de moletom surrada, que só usavam aos domingos, mas que atualmente faz parte do uniforme diário. 

Ternos substituídos por moletons, solidão por companhia e uma vida automática, que pode ser vivida.

A rotina mudou, assim como o que cada um valoriza. É claro que isso não deve ser generalizado, pois, existem privilégios que não podem ser ignorados, mas se a vida de muita gente já não é mais a mesma, também não poderemos empreender como empreendíamos antes.

Teremos que escrever uma nova história, um novo modelo de negócio, uma nova proposta, para atender as pessoas do hoje, do aqui e agora.

No início deste ano de dois mil e vinte e dois, li pesquisas variadas sobre tendências de mercado apuradas em cenários diferentes, com pessoas diferentes e em países diferentes, mas havia algo em comum nelas, no quanto as pessoas após este período de dor e perda, estão em busca de algo mais significativo, que promovam experiências que a façam sentir que estão vivas, então tudo o que estimula seus cinco sentidos serão considerados.

A busca pela arte, pelo contato com a natureza, por cura mental e espiritual, são as maiores tendências.

Na moda, por exemplo, as cores que trazem cor e alegria, se tornou o foco das marcas. Assim como, marcas que levam para a nostalgia, para a lembrança de um tempo bom e longínquo, se tornou preferência.

Os produtos e serviços oferecidos pelas empresas estão sendo atualizados para acompanhar a mudança de seu público. 

Mas outras mudanças também ocorreram internamente nos negócios, tais como, os controles administrativos e financeiros. Estamos vivendo em um tempo, que o amadorismo empreendedor sai de cena, para que o profissionalismo ganhe destaque. 

Os custos têm aumentado, a inflação está descontrolada e a renda diminuiu, então aqueles que não faziam controles ou não olhavam para seus números com a seriedade necessária, estão encontrando grande dificuldade, vejo isso diariamente nas consultorias.

Resumindo, talvez a palavra retomada para as pessoas, signifique não retomar o tempo passado, mas sim, fazer tudo novo, para uma nova realidade. Talvez o que estes empreendedores querem dizer ao citar “estamos retomando”, signifique que eles se permitiram sonhar novamente, como não o fizeram neste tempo estranho que vivemos.

Para mim particularmente, retomar significa sair ao sol e sentir o calor na pele, respirar fundo e voltar a acreditar que dias melhores virão, que é possível ter esperança, não que eu vá tomar de volta a vida que tinha antes, até porque já não sou a mesma de dois anos atrás, nem mesmo o meu trabalho ou o meu negócio.

Agora me diz, o que realmente significa retomar para você, quando se fala em empreendedorismo?

Publicado por Elisangela Baptista

Ama viagens, lama, trilhas e outras aventuras. Consultora e mentora estratégica em negócios. Aspirante à Escritora. Educadora em Empreendedorismo. Palestrante. Atua na área desde 2004.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: