Empreendedora Fênix

Como já dizia Raul Seixas, “prefiro ser, essa metamorfose ambulante, do que ter aquela opinião formada sobre tudo”.

O que essa frase tem relacionado ao empreendedorismo?

Tudo.

Não podemos condenar o nosso negócio, para ser a mesma coisa, do início ao fim, na verdade, quando criamos uma empresa, não queremos que ela chegue ao fim, mas se não nos reinventarmos, talvez seja inevitável.

Precisamos entender que o negócio, é um organismo vivo, que precisa ser alimentado, pois, todos os dias algo muda, seja o mercado, as necessidades do cliente, as leis, as tecnologias… e para conseguirmos acompanhar essas mudanças, é preciso estarmos com a mente aberta, para absorver novas informações e trazer evoluções para o empreendimento.

Ao longo da vida “útil”, várias empresas passam por processos dolorosos, de quase quebra, assim como em outros momentos, de muitas vendas e prosperidade.

Basta estudar a história de negócios que são líderes no mercado, você verá que além da ponta do Iceberg, que é visível e enaltecido, existem muitos processos de transformação, momentos de baixa e quase desistência. Mas como uma fênix, eles renascem em meio às cinzas, pois vivem em uma metamorfose e não se prendem à apenas um conceito.

Imagina só, se uma empresa se mantivesse focada apenas produzindo o que é importante naquele momento?

Ainda teríamos fabricantes de produtos que se tornaram obsoletos no mercado, como as que produziam máquinas de escrever, telégrafos, aparelho DVD, vitrola entre outros, sem ter clientes para comprar, já que estes aparelhos, receberam concorrentes fortíssimos, com grandes evoluções.

Para se manter no mercado, é preciso reinventar a roda, ousar, criar, não ter medo do julgamento, testar, “pivotar” quando necessário e recomeçar, este é um processo contínuo.

Uma vez um cliente me perguntou: “Quando tudo vai se estabilizar e não vou mais precisar criar alternativas?” e minha resposta não poderia ser diferente disso: “nunca, jamais se você quiser continuar a empreender”.

Então, não tenha medo de testar algo novo, tenha medo sim de permanecer na inércia, tudo na vida passa por um processo evolutivo e isso não é diferente no empreendedorismo.

Seja uma fênix dos negócios e renasça sempre que necessário.

Publicado por Elisangela Baptista

MBA em Gestão Empresarial pela FGV • Graduada em Administração • Técnica em Atendimento Varejo. Trabalha há 15 anos na área Administrativa, nos últimos 5 anos focada em consultoria estratégia em negócios, atua no desenvolvimento de pequenos e médios empreendedores. Já passou por mais de 90 empresas de Campinas e região. Gosta dos pés no chão, empreender de maneira consciente, respeitando a pessoa que existe atrás de cada negócio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: