Sonho de Empreender

Somos reconhecidos como um dos povos mais criativos do mundo.
Talvez, tudo o que aconteceu aqui em nosso país, desde a “descoberta” dele, nos empurrou a desenvolver toda essa criatividade, que, na verdade, eu chamaria de resiliência em último grau.
Mas possa ser também, o fato de estarmos inseridos neste cenário cheio de vida, em um país tropical, diverso, formado por inúmeras culturas.
E qual relação tem a criatividade com o sonho de empreender? Tudo.

Uma carta aberta para você

Esta carta aberta é para você, que nos acompanha ao longo desses dois anos, que mesmo vivendo com seus anseios e medos, uma vida corrida sabemos, ainda investe tempo para nos ler, nos ouvir ou nos assistir.
Você é o principal motivo de existirmos, você nos instiga com suas dúvidas e questionamentos, mas também com seus incentivos.

Vinho e prosa. Elas se encontraram

Bruna, Joana, Raquel e Letícia, são mulheres empreendedoras, com desafios diários nos negócios e em suas vidas pessoais, mas quando se encontram, mesmo que virtualmente, conseguem liberar as frustrações, expandir a visão e rir, rir muito de suas experiências.
Era uma segunda-feira, a semana estava apenas começando, quando Bruna, decidida a abrir mão do trabalho CLT, mas precisando de um apoio das amigas, as chamou no grupo de whatsapp, para falar sobre sua decisão.

Diário de uma Empreendedora: Letícia, aquela que se sente inadequada

A exaustão vem tomando conta de mim, acordo sempre com um aperto no peito, angustiada, com o sentimento de que estou sempre atrasada.
Não importa se acordo às 06h, 07h, 08h… toda manhã, sinto que estou atrasada diante do mundo.
Você viu aquele novo curso sobre gerenciamento de redes sociais, Letícia? – minha irmã me pergunta logo cedo. E eu, que mal tive coragem de fazer meu primeiro café do dia, me encolho e começo a sentir a pressão.

Diário de uma Empreendedora: Raquel, cansada de alta produtividade

Enquanto tenho que estudar, trabalhar, ter um número grande de clientes, ser reconhecida no mercado, me manter sempre atualizada, preciso também, fazer terapia, entender quem sou, ter uma excelente alimentação, praticar exercícios físicos diários, viajar constantemente, ter férias previamente organizadas, não trabalhar nos fins de semana e pós-expediente, ter rotina com a família, ter um pet e respirar.
Isso tudo, tem me deixado angustiada, sinto uma pressão absurda no peito, então, os sabidos costumam indicar que eu vá fazer uma massagem, procurar por aromaterapia ou cromoterapia para aliviar essa tensão, mas o que penso é: mais uma coisa para fazer? Quando vou simplesmente parar e respirar? Quando vou conseguir não fazer nada?