Ah! Esse tal pró-labore

Tem gente que não sabe o que ele significa.

Outros sabem o que significam, mas preferem não tocar no assunto.

E há aqueles, que conseguem defini-lo corretamente, e seguem à risca seu pagamento mês a mês.

Se você está lendo este texto e não sabe o que significa pró-labore, começaremos a nossa conversa explicando o que ele é, para que juntos, possamos seguir neste assunto.

O pró-labore, nada mais é, que o salário do sócio, ele é pago mensalmente com uma data pré-determinada, assim como são feitos os pagamentos de funcionários ou fornecedores.

Diferentemente do que já ouvi muita gente discutindo por aí, ele é fixo, ou seja, não é porque em um mês o negócio tenha vendido a mais que o esperando que o pró-labore deva ser aumentado. Para este caso, no final de um ano, o sócio poderá fazer a distribuição parcial deste saldo positivo.

Vejo que, muitas pessoas acreditam que este salário do sócio ou do empreendedor, deva ser a diferença da conta de entrada (vendas), menos saída (despesas do negócio), o que restar de saldo, poderia ser integralmente depositado na conta do empreendedor. Porém, ao pensar assim, corre-se o risco de deixar o negócio descapitalizado e colocá-lo em sérios riscos de não ter dinheiro para girar o negócio, seja para reinvestir em melhorias; comprar matéria-prima para produzir novos produtos; e/ou diante de uma mudança no mercado, não conseguir lidar com a situação.

O ideal seria fazer a retirada de dinheiro do negócio, apenas quando ele estivesse estável e retornando lucro para os sócios, porém, sabemos que essa linha é impraticável na atualidade, principalmente para pequenos empreendedores, que tem como única fonte de renda, seu pequeno negócio.

Então, para calcular o seu pró-labore, podemos seguir várias linhas de raciocínio seguras, lembrando que, todas elas, partem do princípio que o valor que for definido, deve condizer com a realidade do caixa do negócio, são elas:

  • Entender, quanto deveria pagar de salário, para uma pessoa externa fazer exatamente a função que você exerce hoje no seu negócio;
  • Definir que o pró-labore, possa ser, o salário que você tinha na última empresa que trabalhou (sem forçar a barra, você não pode prejudicar a saúde financeira do seu negócio);
  • Calcular como valor por hora, de acordo com a quantidade de horas dedicadas ao seu negócio, olhando para o mercado e entendendo qual o valor de salário está sendo pago ultimamente (dividir este salário encontrado por quantidade de horas do mês e multiplicar pelo tanto de horas que você se dedica ao seu negócio);
  • Um salário mínimo, como muitas vezes é pré-determinado pelo contador do negócio (para quem já chegou neste nível de empreendedorismo que tem tudo devidamente registrado, lembrando que tudo incide impostos e obrigações legais).

Após, determinar qual o valor do seu salário, tenha fixado o dia do mês que ele deverá ser depositado em sua conta bancária, para que assim, você mantenha as finanças do negócio, separadas das finanças pessoais.

Hoje, contamos com diversas instituições financeiras digitais seguras, que não tem pacote de serviços ou qualquer outra tarifa, o que facilita e muito a divisão deste dinheiro, pois você pode ter uma conta do seu negócio separada.

Mas, vale deixar aqui a reflexão de que você, deva estar preparado, para momentos críticos em que, reduzir ou pausar o seu pró-labore, possa ser necessário. Passei por diversas consultorias ao longo da minha jornada, e várias vezes acompanhei empreendedores que precisaram abdicar do pró-labore, para que os negócios pudessem seguir seguramente, até que as vendas entrassem no eixo novamente.

Para evitar isso, tenha sempre um planejamento financeiro, com um caixa reserva, que não exija que você passe por essa pausa de pagamento do seu próprio salário.

Publicado por Elisangela Baptista

Ama viagens, lama, trilhas e outras aventuras. Consultora e mentora estratégica em negócios. Aspirante à Escritora. Educadora em Empreendedorismo. Palestrante. Atua na área desde 2004.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: