Medo do sucesso

Todos nós temos algum tipo de crença limitante, somos seres humanos, falhos e cheios de anseios, medos e inseguranças, em graus diferentes, é claro, mas, mesmo assim, essas crenças estão aqui nos dizendo a todo momento: “você não vai conseguir”, “você não pode fazer isso”, “é demais para você”, “dará muito trabalho”, “deixe tudo como está”.

Um dos maiores medos que enfrentamos é o medo do sucesso, achamos que, ao alcançar o sucesso, deixaremos de ser quem somos, nos tornaremos arrogantes e perderemos a falsa segurança de ser comum; então, criamos diversos argumentos para justificar por que não potencializamos as nossas virtudes e não nos movemos rumo ao sucesso.

Já te disse, em outra reflexão, que não sou psicóloga, mas convivo com muitas pessoas, a grande maioria empreendedores e, entre eles, vejo muitos que alimentam o medo do sucesso, sempre com atitudes de auto sabotagem.

É muito comum, no momento de fazer as alterações de preço de venda, por exemplo, os empreendedores colocarem objeções, afirmando que o produto que fazem não é bom o bastante para justificar a nova precificação.

Aliás, esta é a etapa mais delicada da consultoria estratégica. Não são todos os casos é claro, mas, em muitos trabalhos que executo, é necessário reajustar os valores cobrados pelos seus produtos, por estarem defasados e não gerar o lucro esperado, porém, pela insegurança deste empreendedor, é um momento para ser feito com extrema cautela, pois, por mais que a análise financeira demonstre que cobrando pouco o negócio não se tornará viável, ele ainda acreditará que o seu cliente não comprará o seu produto com o novo preço de venda.

O preço é apenas um exemplo da auto sabotagem, mas posso citar aqui outras maneiras de nos diminuirmos como empreendedores, seja recusando um convite para dar aula demonstrando a técnica que dominamos, ou evitando aparecer em público, mesmo que seja nas nossas redes sociais por vergonha do julgamento alheio, colocar empecilhos em qualquer oportunidade que apareça para expandirmos o nosso negócio, entre muitos outros.

A nossa cultura sempre atrelou o sucesso a coisas ruins, ou porque dará trabalho ou porque deixaremos de ser nós mesmos, mas isso não é verdade! Aliás, o sucesso não está apenas ligado ao dinheiro, o dinheiro em si é o resultado de todo o trabalho feito, é a cereja do bolo.

O sucesso é relativo, o que é sucesso para mim, pode não ser para você, muitas vezes ele está mais ligado a um sonho ou objetivo de vida, do que as conquistas financeiras, sucesso, para mim, pode ser viver em uma cabana e vender pulseirinhas na praia e para você pode ser expandir o seu negócio e ter trinta lojas espalhadas pelo país. Embora o sucesso possa ser relativo, as estratégias que utilizamos para nos sabotarmos e criarmos empecilhos para fazer o que realmente queremos são comuns.

Me responda uma pergunta: o que pode acontecer de ruim se você tiver sucesso?

Publicado por Elisangela Baptista

MBA em Gestão Empresarial pela FGV • Graduada em Administração • Técnica em Atendimento Varejo. Trabalha há 15 anos na área Administrativa, nos últimos 5 anos focada em consultoria estratégia em negócios, atua no desenvolvimento de pequenos e médios empreendedores. Já passou por mais de 90 empresas de Campinas e região. Gosta dos pés no chão, empreender de maneira consciente, respeitando a pessoa que existe atrás de cada negócio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: